março 14, 2009

1ª Crónica escrita pelo nosso Director! :)


Qualidade de vida

Este é um tema bastante actual, e do qual todos sentem ter uma opinião perfeitamente fundamentada sobre o que é. Mas, por mais cientes que possamos estar sobre a definição deste conceito, será que nos permitimos a usufruir do que ele representa?
Nos dias que correm, o ritmo de vida de um indivíduo é determinado pelo tempo que ele dispensa na procura da sua realização pessoal. Procura-se um emprego, que permita a aferição de um ordenado para garantir a realização de todos os sonhos idealizados. Sonhos esses que passam invariavelmente pela constituição de uma família, a compra de uma casa, de um carro….e todos sabemos o resto. Mas, será que a concretização destes ideais justifica escolhas mal feitas, decisões mal tomadas que comprometem a nossa qualidade de vida?
Sem questionar a origem desses sonhos, é óbvio considerar – principalmente nos tempos de crise que correm – que muitas pessoas, perseguindo essas metas, hipotecaram a sua qualidade de vida. Ora pelas dívidas que acumularam, ora por se deixarem cegar pela pressão da sociedade que obriga a um padrão de comportamento que se rege pelo montante de riqueza acumulado, levando muitas vezes a que abdiquem do que gostem, pois não se encontra dentro das expectativas da família e amigos. Quantos jovens, prestes a ir para a faculdade, vemos pôr de parte a escolha da sua verdadeira vocação, pois sabem que não estará à altura do que lhes poderá conferir tudo o que desejam? Preferem passar uma vida inteira a trabalhar em algo que não os realiza, mas que lhes dá dinheiro à justa para pagar uma casa a vida inteira, do que optar por uma realização pessoal a todos os níveis.
Para se entender o conceito de qualidade de vida é preciso entender-se o indivíduo em toda a sua plenitude, e não julgá-lo pelo elemento comum traduzido na sociedade em que está. Assim, tentemos esta que não depende de espaço, nem tempo:
- Qualidade de vida é tornar a sua existência descomplicada, é fazer o que lhe dá prazer, com saúde, bem-estar e alegria.

Pedro Pereira

2 comentários:

  1. Um dia vou conseguir explicar as coisas como tu, pelo menos assim espero :P!

    Gostei muito! E não serei só eu a identificar-me como este texto! Espero mesmo que quem leia não tenha medo de refletir e, se precisar e conseguir, ajustar um bocadinho a sua "qualidade de vida"

    Beijoka e Parabéns

    ResponderEliminar
  2. Parabéns amigos!
    Continuação de sucesso!
    Abraço forte, DeTigre!

    ResponderEliminar